Skip to main content

Abrasivos flexíveis – Produção

Os abrasivos flexíveis da sia Abrasives são fabricados na fábrica de abrasivos mais moderna do mundo. A produção se baseia na interação perfeita de inúmeros componentes modulares, que se completam num sistema de fabricação integrado e que consegue produzir "just in time". Sensores comandados por laser e ultrassom monitoram o consumo, nível e quantidades. A coordenação delicada de todos os 1.000 parâmetros garante um processo de fabricação altamente constante de nossos produtos Premium. O processo de produção, passo a passo, se desenrola do seguinte modo:

Passo 1, desenrolamento do costado

No início do processo de produção o costado do abrasivo é fornecido em um rolo Jumbo com uma largura de 1.450 a 1.950 mm. Consoante a espessura do costado, os rolos fornecidos contêm 1.500 a 5.000 metros lineares. Graças a um desenrolamento duplo, os costados podem ser fornecidos continuamente sem interrupção da produção. O depósito de costado funciona como amortecedor, de modo que quando o rolo acaba existe tempo suficiente para a mudança do mesmo sem perda de velocidade.

Passo 2, impressão da parte de trás do abrasivo

A impressão é flexográfica. As informações impressas na parte de trás do abrasivo flexível fornecem dados importantes, por exemplo, relativamente à designação do produto e ao tamanho do grão. Consoante a aplicação de lixamento também são impressas indicações relevantes do ponto de vista legal ou de segurança. Os números de fabricação asseguram que o respectivo produto é sempre rastreável.

Passo 3, aplicação do aglutinante base

No funcionamento automático o aglutinante é continuamente doseado e aplicado sobre toda a largura de produção. A velocidade de fabricação é de 80 m/min. Assim, todo o processo tem de estar sincronizado com esta velocidade. A alimentação do aglutinante base é controlada várias vezes, para que a produção decorra sempre com uma qualidade constante.

Passo 4, distribuição do grão

Depois de o costado estar revestido com o aglutinante base, este é conduzido para o elemento central da fabricação de abrasivos, a "distribuição eletrostática". O grão abrasivo é transportado na esteira do grão para o "campo eletrostático", o qual está carregado com 90.000 Volts. Aí o grão é atraído pelo costado que passa e fica preso no aglutinante. Este processo ocorre em um ambiente totalmente climatizado.

Passo 5, forno de pré-secagem

No primeiro ciclo de secagem os grãos abrasivos são fixados grosseiramente através da secagem do aglutinante base. O abrasivo permanece aproximadamente 90 minutos no forno de pré-secagem, consoante a fórmula.

Passo 6, aplicação do aglutinante de cobertura

O aglutinante de cobertura é aplicado na máquina de sobre colagem. Com isto, os grãos abrasivos são fixados no costado de forma definitiva. A integração do grão abrasivo representa um contributo muito importante para a qualidade do abrasivo. Em função dos requisitos do produto, o abrasivo também pode ser colorido com tinta neste passo de trabalho, para assegurar uma melhor diferenciação. Neste passo são igualmente adicionados os aditivos, como por exemplo, estearato ou refrigerante.

Passo 7, forno do aglutinante de cobertura

No segundo forno de secagem o abrasivo é cozido durante aprox. 120 minutos, para se obter o endurecimento ideal.

Passo 8, enrolamento do rolo Jumbo

Agora o abrasivo é enrolado a uma temperatura constante de até 100 °C. Os rolos Jumbo prontos possuem até 3.000 metros lineares de abrasivo, que são agora retemperados totalmente durante algumas hora em um forno de ajuste Jumbo. Após o endurecimento, os rolos Jumbo chegam ao processamento posterior. Aí o abrasivo é novamente desenrolado e partido, flexibilizado e umedecido. De seguida, os Jumbos podem ser levados para a confecção pelo caminhão.